top of page

Poesia e viagem: Sufocada

Atualizado: 19 de set. de 2023

Toda jornada começa com o incômodo, este é o combustível para partir.

Por Maria Fernanda Romero


Estou sufocada. Meu oxigênio contaminado, minhas células morrem lenta(mente), Neste quadrado cercado, muitas caras, cheias de cores e pudores, choro... choro e, tento recuperar o fôlego, No meio do cinza, concreto, carros e caminhões, Posso morrer asfixiada, E eles não vão entender nada

Foto de praça Espanha em Sevilla totalmente vazia. Arquitetura do modernismo espanhol
Praça Espanha - Sevilla


POESIA E VIAGEM


Buscando encontrar respostas, sai para conhecer o mundo. A viagem trouxe uma realidade diferente de tudo que eu imaginava e muitas outras questões mais complexas. Não encontrei respostas, mas entendi que o mais importante é refletir, não se acomodar, estar aberto para novas realidades.

Transformo aventuras, pensamentos e reflexões e poesias e histórias que compartilho aqui ou no instagram para todos que querem sair um pouquinho da sua zona conforto, seja física ou mental.


Leia outras poesias

"Sufocada" é uma poesia sobre um momento de amargura e prisão é sobre a vontade de partir e buscar uma outra vida. Outras poesias do site relatam momentos diferentes da vida de uma mulher plural.


Posts recentes

Ver tudo

ความคิดเห็น


bottom of page